A fábrica de robôs (bolso)

Karel Tchápek

Esta peça, publicada em 1920, apresenta um mundo onde o avanço indiscriminado da ciência e da técnica deflagra uma crise sem precedentes que ameaça toda a humanidade. Um cientista descobre a fórmula capaz de dar vida a máquinas de aparência humana, tornando as pessoas mão de obra obsoleta.

Essas “criaturas'' artificiais”, imaginadas por Karel Tchápek (um dos mais celebrados autores tchecos do século XX), são desprovidas de sentimentos e criatividade e passam a exercer todas as atividades braçais, com consequências nefastas para os homens. A palavra “robô'', cujo significado em tcheco é “servidão; trabalho forçado”, foi cunhada e usada pela primeira vez nessa peça, e mais tarde seria incorporada em quase todas línguas.

Tanto o stalinismo quanto o nazismo ainda estavam sendo gerados no ano em que a peça foi redigida, mas esta obra constituiu um alerta contra os fundamentalismos ideológicos que, logo mais, se abateriam sobre o mundo.


Ficha técnica

Número de páginas
148
ISBN
9788577151615
Encadernação
Brochura
Peso
0.144 kg
Ano de lançamento
2010

Compartilhe