Fé e Saber, publicado em 1802, é uma investigação sobre o lugar que o absoluto e o particular, o infinito e o finito, o condicionado e o incondicionado ocupam nas obras de Kant, Jacobi e Fichte. Segundo Hegel, esses três pensadores conduziram à perfeição o “idealismo da finitude”, ao mesmo tempo em que assinalaram as suas limitações teóricas.

“Deus ele mesmo está morto”. Eis o diagnóstico que Hegel faz da cultura do Iluminismo. Ao romper com a tradição cristã, que buscava no divino a compreensão do mundo, o sujeito moderno encontrou em si mesmo as condições de todo e qualquer conhecimento. Essa revolução na ordem do saber, todavia, ao mesmo tempo lhe negou o acesso ao extramundano e ao supra-sensível, tornando-o, pela sua orfandade, vítima de uma melancolia irreparável.

Fé e Saber é a última obra do assim chamado período de juventude de Hegel.

Ficha técnica

Número de páginas
176
ISBN
9788577150670
Encadernação
Brochura
Peso
0.178 kg
Ano de lançamento
2007

Compartilhe