Cabeças e outros poemas (Pedro Luis Marques de Armas)

    R$ 36,00 R$ 36,00 36.0 BRL

    R$ 36,00

    Option not available

    This combination does not exist.

    COMPRAR
    24 Unidade(s) 


    Cabeças é um livro duro. Exige releituras e adensamentos para cada um dos pequenos poemas. Seu autor, o cubano Pedro Marqués de Armas, psiquiatra formado em Cuba e hoje exilado na Espanha? por questões políticas?, assumiu um projeto de poesia como núcleo de provocação e apuração crítica da vivência. Seu trabalho de desbaste em relação à realidade instituída, sedimentada, por assim dizer, teve início em difíceis momentos de transgressão e experimentação radical das linguagens em Cuba nos anos 1980 e 1990. Seu nome figura entre os principais criadores do período, como Rolando Sánchez Mejías, sob o timbre clandestino da revista Diáspora[s].Neste livro, que reúne também algumas traduções de poemas de seu inédito Óbitos, desenvolve uma poesia que se apropria de uma sintaxe complexa e agressiva, que distribui, por sua vez, entre os poemas, inusitada sonoridade para questionar as situações desde o nível mais externo até a narração, em si, que a conduz.Poemas como Pequena China, Voyage ou Mandrágora são capazes, não apenas de enfrentar realidades, como as questões da narrativa contemporânea, as diversas crises de representação que são vividas hoje, a sinistra cena político-econômica de seu país de origem e do mundo; mas, além disso, é capaz de encarar o problema da forma e através de seu conflito imanente indagar, na raiz, o que é essa condição humana de conflito e exílio? transformação.Trazer Cabeças à luz, em nosso contexto brasileiro, significa, além de dar acesso à poesia relevante e de grande importância para a literatura de língua espanhola de Marqués de Armas, questionar modelos e propor reflexões sobre a forma do conteúdo do que se pretende poético, do que se pretende questionador e autônomo.

    ISBN: 9788577150182

    Format: 14.0x21.0

    Peso: 0.07

    Páginas: 127

    Cabeças é um livro duro. Exige releituras e adensamentos para cada um dos pequenos poemas. Seu autor, o cubano Pedro Marqués de Armas, psiquiatra formado em Cuba e hoje exilado na Espanha? por questões políticas?, assumiu um projeto de poesia como núcleo de provocação e apuração crítica da vivência. Seu trabalho de desbaste em relação à realidade instituída, sedimentada, por assim dizer, teve início em difíceis momentos de transgressão e experimentação radical das linguagens em Cuba nos anos 1980 e 1990. Seu nome figura entre os principais criadores do período, como Rolando Sánchez Mejías, sob o timbre clandestino da revista Diáspora[s].Neste livro, que reúne também algumas traduções de poemas de seu inédito Óbitos, desenvolve uma poesia que se apropria de uma sintaxe complexa e agressiva, que distribui, por sua vez, entre os poemas, inusitada sonoridade para questionar as situações desde o nível mais externo até a narração, em si, que a conduz.Poemas como Pequena China, Voyage ou Mandrágora são capazes, não apenas de enfrentar realidades, como as questões da narrativa contemporânea, as diversas crises de representação que são vividas hoje, a sinistra cena político-econômica de seu país de origem e do mundo; mas, além disso, é capaz de encarar o problema da forma e através de seu conflito imanente indagar, na raiz, o que é essa condição humana de conflito e exílio? transformação.Trazer Cabeças à luz, em nosso contexto brasileiro, significa, além de dar acesso à poesia relevante e de grande importância para a literatura de língua espanhola de Marqués de Armas, questionar modelos e propor reflexões sobre a forma do conteúdo do que se pretende poético, do que se pretende questionador e autônomo.

    • ISBN : 9788577150182
    • Formato 210.0 x 140.0
    • Peso 0.156
    • Páginas 127
    • Disponível em 2008-01-01
    • Book status