Filosofia

Thumb_elogio-da-loucura

Elogio da loucura

Erasmo de Rotterdam

Publicado pela primeira vez diretamente do latim, Elogio da loucura, 1511, é uma sátira escrita por um dos maiores humanistas do Renascimento. 

Thumb_a-filosofia-na-era-tragica-dos-gregos

A filosofia na era trágica dos gregos

Friedrich Nietzsche

Nietzsche, um crítico mordaz da cultura ocidental, defende neste livro a tese de que os pensadores anteriores a Platão foram os únicos a compreender a dimensão trágica das forças que regem a vida dos homens (trata-se de um dos textos mais importantes sobre a filosofia pré-socrática). Se costumamos atribuir a Sócrates o início da filosofia, Nietzsche sugere, aqui, que talvez ela tenha justamente terminado com ele.

Thumb_fedro

Fedro

Platão

Um dos mais importantes diálogos platônicos, Fedro foi escrito por Platão em torno do ano 370 a.C. e é tido como um dos escritos de maturidade do filósofo, graças à variedade e relevância dos assuntos apresentados. Essa diversidade de temas abordados já rendeu à obra diversos subtítulos, como "Sobre o amor", "Sobre o belo", "Sobre a retórica", "Sobre a alma", "Sobre o bem" e "Sobre o belo primeiro ou sobre o belo em geral".

Thumb_sobre-a-utilidade-e-a-desvantagem-da-historia-para-a-vida

Sobre a utilidade e a desvantagem da história para a vida

Friedrich Nietzsche

Publicada em 1874, a segunda das quatro considerações extemporâneas, Sobre a utilidade e a desvantagem da história para a vida, foi definida pelo autor em sua autobiografia, Ecce homo, como sendo o tratado que, através de nossa capacidade de perceber e dar significado ao passado, «traz à luz o que há de perigoso, corrosivo e envenenador da vida».

Thumb_combo-colecao-bienal

COMBO | Coleção Bienal

 As leituras e referências teóricas que embasaram o pensamento curatorial da 30ª Bienal de São Paulo — A iminência das poéticas (2012) estão compiladas nesta coleção de seis livros de pequeno formato com textos fundamentais para a curadoria e até agora inéditos em língua portuguesa. O COMBO | Coleção Bienal se resume aos seis livros acompanhados de cinco mini-pôsteres estilizados 15 X 9,5 cm, baseados nas capas da coleção.

Thumb_combo-sermoes-de-antonio-vieira

COMBO | Sermões de Antonio Vieira

 O COMBO | Sermões de Antonio Vieira reúne ao todo cinquenta sermões do Padre Antonio Vieira, tido por Fernando Pessoa como “o imperador da língua portuguesa”, em duas edições especialmente bem cuidadas, sob organização de Alcir Pécora. Não à toa, o vasto conhecimento do mundo, a sabedoria de nossa língua, o lúcido realismo e a mais clara beleza fonética são o que fazem de Antonio Vieira um real mestre da prosa e retórica em língua portuguesa.

Thumb_sobre-a-liberdade

Sobre a liberdade

Stuart Mill

Sobre a liberdade (On Liberty, 1859) é uma defesa da individualidade e de sua autonomia diante da sociedade e do Estado. Para Mill, a “tirania da maioria” impõe uma homogeneidade que atenta contra o desenvolvimento pleno dos indivíduos, cuja soma constitui a própria sociedade.

Thumb_investigacao-sobre-o-entendimento

Investigação sobre o entendimento humano

David Hume

Investigação sobre o entendimento humano [1748] foi o resultado do esforço de Hume de revisar sua primeira obra filosófica. Seu conteúdo corresponde resumidamente ao livro primeiro do Tratado da natureza humana, porém aqui o autor busca conciliar a temática complexa e profunda com a escrita elegante e atraente.

Thumb_fazendo-rizoma

Fazendo rizoma

Vários

Diz Deleuze, em Mil Platôs, que um livro não tem objeto nem sujeito; é feito de matérias diferentemente, de datas e velocidades muito diferentes. Num livro, como em qualquer coisa, há linhas de articulação e segmentaridade, estratos, territorialidades, mas também linhas de fuga, movimentos de desterritorialização e desestratificação.